Pesquisar este blog

CHARLES FINNEY - SOBRE A ORAÇÃO




CHARLES FINNEY - SOBRE A ORAÇÃO

Estou convencido de que nada em toda a religião cristã é tão difícil, e tão raramente alcançado, que um coração disposto para orar. Sem isso, você é tão fraco quanto à própria fraqueza. Com isso, é irresistível. Alguns podem achar que isso é algo estranho, ou que tem forte cheiro de fanatismo. Mas eu te digo, antes da vinda do novo milênio, a igreja terá que virar uma nova folha, e terá de aprender lições novas sobre o assunto de oração. Lembre-se disso.

 “Quando penso como você quase certamente perderá o pouco do espírito de oração que tinha, e sairá do seminário muito sábio, porém muito seco, e passará a realizar sua obra sem unção, vida ou espiritualidade, fico angustiado, e caso pudesse erguer minha voz com suficiente vigor, você me ouviria bradando: `Tome cuidado! Coloque seus livros de lado, e ore!´ Períodos freqüentes de oração, na minha opinião, são totalmente indispensáveis para se manter um relacionamento vivo com Deus.

"Deixe-me dizer repetidas vezes, se perder seu espírito de oração, você não conseguirá fazer nada ou quase nada, ainda que tivesse os talentos intelectuais de um anjo. Se perder sua espiritualidade, é melhor parar e se interromper no meio das suas preparações, arrepender-se e voltar para Deus, ou então procurar alguma outra vocação, pois não consigo contemplar algo mais abominável e repugnante do que um ministro com mentalidade terrena. “Que o bendito Senhor liberte e preserve sua amada igreja de ser dirigida e influenciada por homens que não sabem o que significa orar.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário