Pesquisar este blog

REFLEXÃO SOBRE O PERDÃO




REFLEXÃO SOBRE O PERDÃO

Mateus 6: 12 a 15 -  Mateus 18: 21, 22 - Lucas 17: 3 a 5
Mateus 6: 12 a 15
12 - E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores;
13 - E não nos induzas à tentação; mas livra-nos do mal; porque teu é o reino, e o poder, e a glória, para sempre. Amém.
14 - Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará a vós;
15 - Se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai vos não perdoará as vossas ofensas.

Mateus 18: 21, 22
21 - Então Pedro, aproximando-se dele, disse: Senhor, até quantas vezes pecará meu irmão contra mim, e eu lhe perdoarei? Até sete?
22 - Jesus lhe disse: Não te digo que até sete; mas, até setenta vezes sete.

Lucas 17: 3 a 5
17:3 - Olhai por vós mesmos. E, se teu irmão pecar contra ti, repreende-o e, se ele se arrepender, perdoa-lhe.
17:4 - E, se pecar contra ti sete vezes no dia, e sete vezes no dia vier ter contigo, dizendo: Arrependo-me; perdoa-lhe.
5 - Disseram então os apóstolos ao Senhor: Acrescenta-nos a fé.

Vivemos dias maus em que os homens correm em busca de poder, de bens matérias, de bem-estar sem se importar, na maioria das vezes, com o sofrimento do próximo. A vida é muito difícil, e cada um trata de sobreviver da melhor maneira possível.

Às vezes, até humilham, maltratam, agridem seus semelhantes, para que consigam o que desejam.
Muitas pessoas estão magoadas, aborrecidas, tristes, sofrendo por falta de perdoar ou serem perdoadas.

O perdão é um ato divino que Deus, através do Seu amor, propôs – se a oferecer à humanidade perdida. Ele ofereceu perdão gratuito para todos os que se arrependerem; mas mesmo assim, muitos não compreendem o valor de tal oportunidade.

O perdão é uma doutrina bíblica, uma virtude divina que se encontra no próprio Deus.

A maior prova do perdão divino em relação a todos os seres humanos encontra-se no nascimento, na vida, no ministério e no sacrifício do Senhor Jesus morrendo inocentemente na cruz em favor de todos. Somos perdoados em Cristo.
Essa mensagem do perdão de Deus deve ser proclamada em todo lugar. Isto é o que diz Atos 13:38: “Seja-vos,pois, notório, homens irmãos, que por este se vos anuncia a remissão dospecados.”

Através deste versículo, comprovamos que é através de Jesus Cristo que nossos pecados são perdoados. Não importa quão grave esse pecado foi. Basta que a pessoa se arrependa de coração e peça o perdão.
Também comprovamos isso em II Coríntios 5: 18 e 19 que dizem assim: -“18- E tudo isto provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por Jesus Cristo, e nos deu o ministério da reconciliação;   19 - Isto é, Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não lhes imputando os seus pecados; e pôs em nós a palavra da reconciliação. Estes versículos são muito claros quando explicam que Deus nos reconciliou com Ele em Cristo Jesus.

O que significa reconciliar? Reconciliar, segundo o dicionário, significa restabelecer a paz ou as boas relações perdidas.
Certa vez, quando Jesus ensinava aos Seus discípulos acerca do perdão, o apóstolo Pedro fez-lhe uma pergunta cuja resposta o deixou muito espantado:  Esta pergunta está no texto da palavra de Deus que lemos, em Mateus 18:21 “Senhor, até quantas vezes pecará meu irmão contra mim, e eu lhe perdoarei? Até sete?” É interessante perceber aqui que, certamente, Pedro imaginou ter demonstrado grande capacidade de perdoar e, por isso, merecia até um elogio dos demais, porque perdoando sete vezes, ele estaria sendo muito tolerante, pois os mestres ensinavam que tolerar três vezes já era prova de muita bondade. Porém, quando Jesus respondendo a Pedro disse: “Não te digo que até sete vezes, mas, até setenta vezes sete.  Houve um espanto muito grande com essa resposta. Jesus, quando deu essa resposta não estava ensinando quanto ao número de vezes que se deve perdoar, mas sim, a disposição de perdoar sempre.

1- Porque o perdão, como já sabemos, é uma lei espiritual e também uma necessidade, pois, ele é uma benção e também um alívio. Assim como Deus usou de misericórdia conosco, nós também devemos praticar a misericórdia com quem nos ofende, porque o amor deve superar todas as diferenças. O perdão deve ser oferecido sem barganha, sem que se espere nada em troca, isso é o que nos mostra o capítulo 6, versículos 35 e 36 do evangelho de Lucas, onde nos lemos assim: “35 - Amai, pois, a vossos inimigos, e fazei bem, e emprestai, sem nada esperardes, e será grande o vosso galardão, e sereis filhos do Altíssimo; porque ele é benigno até para com os ingratos e maus.  36 - Sede, pois, misericordiosos, como também vosso Pai é misericordioso.”

Todos nós necessitamos de perdão, então é certo que quando perdoamos, também recebemos perdão da parte de Deus.  Efésios 4: 32 vem comprovar isso, diz assim: “Antes sede uns para com os outros benignos, misericordiosos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus vos perdoou em Cristo.” Se dizemos que Jesus habita em nosso coração, que somos imitadores de Cristo, é preciso provar isso através da benignidade e do perdão aos ofensores.

2- Muitas pessoas sofrem males, cuja origem, muitas vezes, os médicos não descobrem. São doenças psicossomáticas cujo princípio está em causas como desequilíbrio emocional, complexo de culpa, desejo de vingança, ira contida, descontentamento etc., porém quando se analisa o caso, percebe-se que, na maioria das vezes, o problema está na falta de liberar perdão.  Veja bem que a falta de perdão acarreta uma carga emocional tão grande que prejudica em muito a vida das pessoas.
Infelizmente, isso também acontece entre casais que guardam amarguras e queixas um do outro e nunca param para terem uma conversa franca para repararem o mal, mediante o perdão.

Todas essas situações prejudicam a vida espiritual de uma forma muito intensa, pois a comunhão com Deus é prejudicada porque o coração da pessoa que não libera o perdão, só deseja o mal. Nós sabemos que muitas pessoas vivem tristes, amarguradas, decepcionadas e até sem vontade de viver porque lhes falta coragem para pedir perdão por um erro cometido, ou porque guardam tanto rancor que não são capazes de perdoar. Vivem em constante sofrimento e até contraindo doenças que levam à morte. Segundo as palavras do Senhor Jesus no evangelho de Lucas, capítulo 17, versículos 3, 4 e 5, onde nós lemos: “Olhai por vós mesmos. E, se teu irmão pecar contra ti, repreende-o e, se ele se arrepender, perdoa-lhe. - E, se pecar contra ti sete vezes no dia, e sete vezes no dia vier ter contigo, dizendo: Arrependo-me; perdoa-lhe. - Disseram então os apóstolos ao Senhor: Acrescenta-nos a fé.”

O perdão é um poderoso mandamento que, ao ser obedecido, TRANSFORMA, CURA E RESTAURA a alma ferida, é necessário obedecer ao mandamento do perdão para alcançarmos a cura da alma, a libertação espiritual e mental.

3- Quando escolhemos perdoar, demonstramos amor porque esse sentimento só é levando a efeito se tiver por base o amor. Ninguém perdoa se não for movido pelo amor. Quando os discípulos pediram a Jesus que lhes acrescentasse fé, eles entenderam que a fé é uma faculdade do espírito humano, mas vem de Deus, através da Sua Santa Palavra, conforme diz Romanos10:17 – “De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus.”

O perdão, então, é uma decisão tomada pela fé que escolhe vencer, conquistar e amadurecer. O perdão é uma decisão, uma escolha que nos leva a agir até se transformar em uma atitude que agrada a Deus e abençoa a todos.

Um dos maiores e mais profundos ensinamentos sobre o perdão encontra-se na atitude do Senhor Jesus em relação à mulher apanhada em adultério. O texto bíblico que fala sobre isso é o Evangelho de João, capítulo 8, versículos 1 a 11. Quando trouxeram aquela mulher para que Jesus a sentenciasse, Ele não questionou a mulher sobre o seu passado. Não a colocou sob uma severa investigação, obrigando-a a falar coisas que a machucavam, e a envergonhavam. Quem perdoa não fica o tempo todo falando no assunto. Se isso acontece, é porque, na verdade, a pessoa nunca perdoou.

As palavras de Jesus para ela foram: “Perdoados estão os teus pecados!”
Esta é a primeira mensagem comunicada pelo Espírito Santo a todo homem ou mulher que aceitam a Cristo como Salvador e Senhor. “Perdoados estão os teus pecados!” Tudo o que aconteceu até aquele momento foi perdoado. Isaías 43: 25, confirma isso: “Eu, eu mesmo, sou o que apago as tuas transgressões por amor de mim, e dos teus pecados não me lembro.”   Glórias a Deus por isso!

4- O perdão traz paz. Quando se perdoa, algumas coisas acontecem: reata-se a amizade, sente-se paz no coração; surge um sentimento de alívio e uma sensação de batalha ganha, porque cumprimos a vontade de Deus. Em Colossenses 3: 13,14 e 15 nos lemos: “Suportando-vos uns aos outros, e perdoando-vos uns aos outros, se alguém tiver queixa contra outro; assim como Cristo vos perdoou, assim fazei vós também. - E, sobre tudo isto, revesti-vos de amor, que é o vínculo da perfeição.  - E a paz de Deus, para a qual também fostes chamados em um corpo, domine em vossos corações; e sede agradecidos.”

5- As nossas orações são ouvidas e respondidas. A Palavra de Deus nos ensina que antes de oferecermos a nossa oferta diante do altar, é preciso que, se tivermos algo contra alguém, haja reconciliação com os ofensores. Pode acontecer que, se deixarmos passar a oportunidade de uma reconciliação, não haja mais tempo para uma outra oportunidade e ainda seremos castigados pela falta de perdão.

O perdão é um ato divino, mas pode ser imitado pelo homem que teme a Deus. O perdão pleno e gratuito que nos é oferecido quando nos arrependemos dos pecados cometidos, resulta em mudança de vida. Esse é o privilégio que o perdão traz.  O cristão deve imitar este ato divino e perdoar os seus ofensores para que eles também se sintam isentos de culpa.

6- Perdão, portanto, significa LIBERDADE. Todas as enfermidades da alma como rancor, amargura, tristeza profunda, depressão, ansiedade, medo desaparecem quando o perdão é liberado. Perdoar é arrancar toda raiz de amargura que foi plantada em nosso coração, em nossa alma.

A Bíblia registra alguns casos, nos quais pessoas tementes a Deus se desentenderam e, por muito tempo, guardaram rancor e desejo de vingança; até que Deus tocou em seus corações, mudando completamente a maneira de pensar. O resultado foi a reconciliação, a volta da alegria. Vou apenas citar alguns: o caso dos irmãos Esaú e Jacó, José, Davi e Absalão, seu filho.

Perdoar é uma das maiores virtudes da vida cristã, e os benefícios que dele advém são maravilhosos e inumeráveis.

Ao ministrar o perdão, nós também seremos abençoados. O peso da vingança, o terror do ódio e da ira, a falta de paz, o medo, a insegurança, as doenças da alma serão expulsas no momento em que perdoamos.

Se você, carrega dentro de si esse sentimento tão terrível que é guardar mágoa, raiva, ira de alguém. Em nome de Jesus, liberte-se disso agora mesmo. Peça ao Senhor para te libertar disso, com sinceridade de coração.

Perdoe sem restrições. Liberte-se. Deixe o amor entrar em seu coração, Deixe a alegria morar dentro de você. Amém! Deus seja louvado por isso!

Que o Espírito Santo de Deus complete esta palavra no meu e no teu coração. Amém.

DICA DO SITE NOSSO DIÁRIO GOSPEL:

Então, já pensou em estudar teologia em casa e aumentar o seu conhecimento? Com um curso totalmente online e sem mensalidades? Agora você pode, conheça o CURSO BACHAREL EM TEOLOGIA da Universidade da Bíblia. Saiba mais clicando neste link: ESTUDAR TEOLOGIA EM CASA.



Nenhum comentário:

Postar um comentário